Economia

Expectativa de crescimento de venda de materiais no ano cai para 4,5%

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 3 de setembro (Folhapress) - As vendas de materiais de construção no varejo caíram 2% em agosto, na comparação com o mesmo mês do ano passado, segundo pesquisa mensal realizada pela Anamaco (Associação Nacional dos Comerciantes de Material de Construção). O presidente da Anamaco, Cláudio Conz, a queda já era prevista pelo setor. Mesmo assim, a associação decidiu revisar a expectativa de crescimento em 2013 de 6,5% para 4,5%. Em relação a julho, a queda foi de 1,5%. No acumulado deste ano, porém, ainda há alta de 2,5%, ante o mesmo período do ano passado. Com exceção de cimentos e revestimentos de telhas, todos os demais segmentos tiveram queda. A retração maior ocorreu nas regiões Sul e Sudeste. O Centro-Oeste foi a única região com alta. Expectativas Segundo a pesquisa, metade dos lojistas acreditam na recuperação das vendas no próximo mês. No ano passado, o setor teve recorde de faturamento no ano passado. O presidente da Anamaco diz que o setor vai tentar prorrogar a suspensão do IPI da cesta básica de material de construção, que vale até dezembro. "Isso teria um impacto tremendo no desempenho do setor, já no início de 2014, com os preços sendo reajustados em torno de 8%, causando impactos também nas obras do Minha Casa Minha Vida, cujos contratos não preveem esse aumento nos preços", diz Conz.  

continua após publicidade