Economia

Crise da Grécia deve dominar reunião do BCE

Da Redação ·

A diretoria do Banco Central Europeu (BCE) viajará esta semana para Lisboa para uma reunião que certamente será dominada pela crise na Grécia e o medo de que ela possa se espalhar para outros países da zona do euro com déficits excessivos.

continua após publicidade

A escolha de Portugal para a reunião do BCE foi feita há mais de um ano atrás, meses antes de a crise da Grécia ter estourado e o banco central e outras autoridades da União Europeia terem feito esforços desesperados para garantir os fundamentos do euro.

continua após publicidade

Os ministros das Finanças da zona do euro aprovaram um pacote de resgate para a Grécia neste domingo no valor de € 110 bilhões ou US$ 146 bilhões, em retorno a um corte rigoroso nos gastos por parte do governo grego, mas o BCE advertiu que Atenas poderá ter de apertar ainda mais o cinto nos próximos anos.

Portugal agora está na linha de frente, principalmente depois que os mercados precificaram o país como o próximo na zona do euro a enfrentar problemas de financiamento de dívida. Isso dentro de um cenário em que a taxa de juros da zona da região foi mantida em recorde de baixa de 1% durante todo o último ano e as enormes medidas de suporte monetário adotadas para enfrentar a pior crise da zona do euro. "Comentários sobre a política econômica e sobre o futuro da economia provavelmente serão de menor interesse", afirmou o analista do UniCredit Nikolaus Keis.