Economia

Dilma anuncia socorro a cafeicultores

Da Redação ·





Por Paulo Peixoto, Enviado especial

VARGINHA, MG, 7 de agosto (Folhapress) - A presidente Dilma Rousseff anunciou hoje em Varginha, no sul de Minas Gerais, a abertura de linhas de crédito para cafeicultores e a garantia de compra, até março de 2014, de três milhões de sacas do grão (60 kg), a R$ 343 por saca.

Embora a reivindicação do setor fosse de garantia mínima de preço de R$ 360, cafeicultores receberam bem o anúncio.

"Pedimos R$ 360, mas não foi possível. Mas acredito que vai resolver o problema", disse Osvaldo Ribeiro, presidente da cooperativa de cafeicultores de Varginha, que reúne produtores de 20 cidades da região. A região sul mineira responde por cerca de 50% da produção nacional de café.

Para Ribeiro, somente o anúncio do governo poderá mudar o atual cenário do preço do café, sem que seja preciso efetivar a compra das três milhões de sacas. "O mercado pode se antecipar e comprar direto do produtor", afirmou.

Se isso de fato ocorrer, disse Ribeiro, a tendência é o preço da saca ir além dos R$ 343. Atualmente o preço é de R$ 270, o que tem gerado muitas queixas. Produtores afirmam que o preço não cobre custos de produção.

As reclamações motivaram protestos de cafeicultores em estradas mineiras no mês passado. Os produtores do grão engrossaram os protestos nacionais e bloquearam rodovias.

Além da garantia de compra da saca, o governo anunciou financiamento para estocagem.
 

continua após publicidade