Economia

Software de operadora envia dados do carro para a nuvem

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 14 de julho (Folhapress) - A operadora americana Sprint anunciou, na última quarta-feira (10), um sistema que leva dados de veículos para a nuvem, permitindo transferir suas preferências de um carro para o outro. Informações como estações de rádio favoritas, temperatura de ar condicionado e posições de bancos serão armazenadas em um servidor da Sprint. O Velocity Service Bus, como é chamado, também traz uma forma inovadora de usar dispositivos móveis em veículos: é possível mandar uma rota de GPS para o visor do carro, controlar o ar condicionado à distancia e até mesmo localizar o veículo em estacionamento lotado. O sistema da Sprint usa o software MobileFirst, da IBM, para intermediar a conexão entre o carro e aplicativos para dispositivos móveis. O Velocity também enviará alertas automáticos aos demais veículos equipados com o sistema, por exemplo, se um carro deslizar no gelo ou na chuva. As informações serão enviadas a uma central de monitoramento de dados da operadora. "Hoje em dia, os carros se transformaram em centrais de dados sobre rodas", afirmou Rich Stomp, um diretor da IBM. O mercado de "veículos conectados" deve crescer nos próximos anos, segundo um estudo da GSMA (Groupe Speciale Mobile), que prevê que produtos do setor valerão cerca de US$ 53 milhões em 2018. Em 2012, o valor deles era estimado em US$ 17 milhões. Risco Entretanto, tecnologias em veículos podem oferecer risco aos motoristas, mesmo aquelas que são controladas por voz. Apesar de permitirem manter os olhos na estrada, a atenção das pessoas é desviada, segundo estudo da universidade de Utah, nos EUA. O governo dos EUA já fez um alerta para montadoras pedindo a oferta de uma quantidade limitada de tecnologias nos carros.  

continua após publicidade