Economia

Trabalho-Protesto 3 - (Atualizada)

Da Redação ·

Manifestação reúne 3.000 pessoas no centro de Porto Alegre Por Felipe Prestes PORTO ALEGRE, RS, 11 de julho (Folhapress) - Cerca de 3.000 pessoas, segundo a Brigada Militar do Rio Grande do Sul, participaram de uma manifestação hoje no centro de Porto Alegre. Convocados por sindicatos e movimentos sociais, os participantes caminharam pela cidade no início da tarde até se encontrarem no largo Glênio Peres, no centro, onde houve um ato de encerramento. Entre as reivindicações expressas durante a manifestação estavam o fim do financiamento de campanha por empresas, reforma agrária, mais recursos para educação e saúde, redução da jornada semanal de trabalho para 40 horas, democratização da comunicação e taxação das grandes fortunas. Apesar de liderada por centrais sindicais, a pauta da manifestação extrapolou as reivindicações trabalhistas. Havia, por exemplo, grupos de defesa do Estado laico e de combate à homofobia, aposentados da antiga Varig e farmacêuticos. Não houve críticas a governantes durante o ato -apenas na marcha da Força Sindical, onde os ataques ao governo federal eram frequentes. Integrantes de sindicatos, entidades estudantis e movimentos ligados ao campo discursaram no ato. Havia presença das centrais CTB, CUT e CGTB, além de movimentos e entidades como MST (Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra), Movimento dos Pequenos Agricultores, União Estadual de Estudantes e UJS (União da Juventude Socialista). Os participantes começaram a se dispersar por volta das 17h40.  

continua após publicidade