Economia

Força Sindical vê alta da Selic como nefasta à economia

Da Redação ·
O aumento da taxa de juros, anunciado na noite desta quarta-feira, 10, pelo Banco Central (BC) após a reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), foi classificado pela Força Sindical como "nefasto" para a economia. "Esta medida mostra claramente a opção da equipe econômica do atual governo, amparada por insensíveis tecnocratas, de continuar privilegiando os especuladores, deixando em segundo plano a produção e a geração de novos empregos", disse a central sindical em nota distribuída à imprensa, assinada pelo presidente da Força Sindical, Paulo Pereira da Silva (Paulinho). Em decisão unânime, o Copom elevou a referência dos juros no País, a taxa Selic, em 0,5 ponto porcentual, para 8,5% anuais. Na visão do sindicalista, o aumento do juro básico da economia contraria os "pilares" da política de governo voltada para a geração de empregos e distribuição de renda. Além disso, a alta se dá em um cenário político conturbado pela queda na produção e do emprego.
continua após publicidade