Economia

Diretor do Linux apresenta mídia com software e hardware livres

Da Redação ·

Por Lucas Agrela, Enviado especial PORTO ALEGRE, RS, 9 de julho (Folhapress) - O diretor executivo da Linux Foundation, Jon "Maddog" Hall, apresentou uma central de mídia com hardware e software livre. O anúncio foi feito durante o 14º Fórum Internacional Software Livre, que ocorreu semana passada em Porto Alegre. Chamado Smart Home System, o aparelho é instalado em uma TV e a transforma em uma central de mídia que exibe fotos, vídeos e músicas a partir de um pen drive, e oferece também acesso a aplicativos, como o YouTube. O sistema é voltado para as pessoas idosas ou que não sabem lidar com computadores, "como nossos pais", de acordo com o diretor de 62 anos. O hardware livre usado no Smart Home System é da Rashberry Pi. O dispositivo, que lembra bastante o conceito da Apple TV, cria automaticamente as bibliotecas de mídia, dividindo os arquivos em pastas, categorias e gêneros. Os arquivos ficam armazenados em um cartão micros de 8 Gbytes. O aparelho também se integra a smartphones para exibir fotos e vídeos na televisão. O lançamento é parte do Projeto Cauã, que oferece ideias de como popularizar computadores com software livre. Quem quiser se tornar parceiro na atual fase embrionária do projeto deve se inscrever no "[site da iniciativa]": http://www.projectcaua.org/. O Smart Home System será vendido por R$ 499 para empreendedores. "Você não sabe muito sobre fazer sobre seu próprio negócio. E isso não é fácil. O que você realmente gostaria é que vocês poderem trabalhar com software livre e ter um salário decente. E você quer ser o seu próprio chefe, porque quando você trabalha duro e quem enriquece são os acionistas", afirmou Maddog. "Seu trabalho será encontrar pessoas para vender os produtos", disse o diretor, que acredita ser possível que empreendedores tenham um salário mensal de R$ 1.800 revendendo o produto e os serviços de instalação. Após terminada a fase de teste, os empreendedores poderão vender seus produtos e serviços pelo site do Projeto Cauã ganhando um comissão de 10%.  

continua após publicidade