Economia

Área da saúde é a que mais gerou vagas entre profissionais técnicos

Da Redação ·





Por Mariana Schreiber

BRASÍLIA, DF, 3 de julho (Folhapress) - A área que mais gerou vagas para profissionais de nível técnico nos últimos três anos foi a saúde. Segundo estudo divulgado nesta quarta-feira pelo Ipea, houve a contratação líquida de quase cem mil técnicos da saúde humana de 2009 a 2012, período em que foram criadas 402.490 vagas formais para profissionais com ensino técnico.

Outras profissões que apresentaram elevado nível de contratação no período foram os técnicos em eletroeletrônica e em operações comerciais (mais de 40 mil vagas cada) e os técnicos com formação administrativa e em educação infantil (mais de 20 mil postos cada).

Salários

Já as ocupações que apresentaram maiores ganhos salariais de 2009 a 2012 foram os técnicos em operação de câmara fotográfica, cinema e televisão. Em três anos, os salários de admissão médio da categoria teve aumento de 51,1% acima da inflação, para R$ 2.046,16.



TÉCNICOS COM MAIOR AUMENTO SALARIAL ENTRE NOVOS CONTRATADOS

Posição Profissão Variação real de 2009 a 2012, em % Salário médio de admissão em 2012 (R$)

1º Técnicos em operação de câmara fotográfica, cinema e televisão 51,1 2.046,16

2º Técnicos de inspeção, fiscalização e coordenação administrativa 41,6 1.770,20

3º Técnicos em laboratório 29,3 1.952,94

4º Instrutores e professores de escolas livres 27,7 1.815,40

5º Técnicos da ciência da saúde animal 23 1.597,31

6º Técnico em ciências físicas e químicas 22,7 1.783,02

7º Técnicos em mineralogia e geologia 22,2 2.455,46

8º Professores de nível médio na educação infantil, no ensino fundamental e no profissionalizante 19 1.893,38

9º Técnicos em metalmecânica 17,8 2.224,19

10º Técnicos de serviços culturais 17,2 1.337,18



Logo atrás, a remuneração inicial dos técnicos de inspeção, fiscalização e coordenação administrativa teve aumento de 41,6%, para R$ 1.770,20, e a dos técnicos em laboratório, ganho de 29,3%, para R$ 1.952,94.

Na outra ponta, os piores desempenhos foram registrados entre os técnicos em pesquisa e desenvolvimento (P&D), em necrópsia e em biologia, cujos salários recuaram de 2009 a 2012.

Na média geral de todos os profissionais de ensino técnico, o salário subiu de cerca de R$ 1.280 em 2009 para cerca de R$ 1.410 em 2012, o que representa um aumento de 10% acima da inflação.



TÉCNICOS COM PIOR AUMENTO SALARIAL ENTRE NOVOS CONTRATADOS

Posição Profissão Variação real de 2009 a 2012, em % Salário médio de admissão em 2012 (R$)

1º Técnicos de nível médio em operações industriais 7,9 1.617,56

2º Técnicos em operação de aparelhos de sonorização, cenografia e projeção 7,8 1.297,64

3º Técnicos de nível médio em operações financeiras 7,8 2.163,14

4º Inspetores de alunos e afins 6 1.104,26

5º Técnicos em operação de equipamentos e instrumentos de diagnóstico 5,9 1.868,59

6º Artistas de artes populares e modelos 3,3 1.267,65

7º Técnicos em transportes (logística) 2,5 1.624,98

8º Técnicos de apoio em P&D -9,3 2.314,03

9º Técnicos em necrópsia e taxidermistas -15 976,64

10º Técnicos em biologia -26,1 1.186,14





Fonte: Ipea
 

continua após publicidade