Economia

Número de beneficiados na revisão dos auxílios do INSS chega a 903.097

Da Redação ·





Por Viviam Nunes

SÃO PAULO, SP, 30 de junho (Folhapress) - O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) ampliou a quantidade de benefícios por incapacidade que estão em análise e ainda poderão entrar na revisão dos auxílios, que está sendo paga automaticamente.

Segundo informou o presidente do INSS, Lindolfo Sales, em entrevista à reportagem, o órgão está avaliando um total de 903.097 benefícios para verificar se eles têm direito à correção. Os dados são referentes a junho.

A revisão inclui os segurados que tiveram um benefício por incapacidade calculado com erro entre 17 de abril de 2002 e 19 de agosto de 2009.

Em maio, o INSS informou que analisava um total de 794.937 que ainda poderiam ter a revisão. Na comparação com os dados de maio, são 108.160 benefícios a mais.

Por enquanto, o segurado pode verificar se o seu benefício está em análise.

O diretor de benefícios do INSS, Benedito Adalberto Brunca, destacou a complexidade da revisão, o que ajudaria a explicar o fator de ela ainda não ter sido finalizada.

Ele afirma que há muitos benefícios, casos mais antigos e processos com mais de dez anos. "Estamos procurando revisar os dados o mais rápido possível", justifica.

No final da análise dos benefícios, poderá haver a necessidade de convocar o segurado para comparecer ao posto e tirar algumas dúvidas referentes ao seu benefício.

Por enquanto, a orientação do órgão é que o segurado não precisa ir à agência.

Segundo o órgão, foi confirmado um acordo na Justiça Federal, entre o governo, o Sindicato Nacional dos Aposentados e o Ministério Público Federal, para que 443.750 benefícios com direito a atrasados de até R$ 67 possam receber o dinheiro antes.

Nos casos de quem tem atrasados menores e já não recebia mais um benefício em 2012, eles poderão receber essa diferença se pedirem um novo auxílio a partir de novembro.
 

continua após publicidade