Economia

Ambev marca para o fim de julho votação para converter ações

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 28 de junho (Folhapress) - A Ambev anunciou hoje que vai realizar, em 30 de julho, uma assembleia para que os acionistas decidam se querem ou não que a empresa transforme todos os seus papéis listados em Bolsa de Valores em ordinários (com direito a voto).

Atualmente, a maior empresa de bebidas da América Latina possui tanto papéis ordinários quanto preferenciais, que são os mais negociados e que garantem ao acionista que detê-lo preferência na distribuição dos lucros da companhia, uma espécie de compensação por não terem direito a voto em decisões estratégicas.

Segundo a Ambev, com a incorporação de ações, os detentores de papéis ordinários (ON) e preferenciais (PN) receberão tratamento igualitário: a cada cinco ações ON ou PN detidas, o acionista receberá uma nova ação ordinária de emissão da própria companhia.

"Portanto, após a incorporação de ações, os acionistas da Ambev deterão a mesma participação societária que detêm atualmente", explica a companhia em nota.

Segundo a companhia, a transação irá resultar em uma estrutura societária mais simples, que tornará a Ambev uma opção de investimento mais atrativa e também aumentará a capacidade da companhia de gerar valor para todos os acionistas.

"Desta forma, a Ambev se alinhará às empresas líderes globais no setor de cervejas e bebidas, todas com uma única espécie de ações", ressalta a empresa.

De acordo com o analista Pedro Galdi, a operação é positiva para os minoritários, que passarão a ter direito de voto nas decisões da companhia. Outra vantagem apontada pelo analista é que os dividendos (parte dos lucros da empresa repartida aos acionistas) aumentarão de 35% para 40% dos ganhos da Ambev.

Às 13h53, as ações ON da Ambev (AMBV3) subiam 2,74%, para R$ 81,48, enquanto os papéis PN da companhia (AMBV4) tinham avanço de 2,36%, para R$ 82,61.
 

continua após publicidade