Economia

João Rendeiro ganhou 3 milhões no ano em que BPP faliu

Da Redação ·
 Rendeiro não reportou ao fisco o que devia
fonte: Divulgação
Rendeiro não reportou ao fisco o que devia

O ex-banqueiro, João Rendeiro, ganhou 3 milhões de euros do Banco Privado Português (BPP), em 2008, ano em que a instituição financeira entrou em colapso e pediu a intervenção do Banco de Portugal para evitar a falência, avança este Sábado o semanário «Expresso».

continua após publicidade

Ao todo, entre 1999 e 2008, o BPP pagou 12 milhões de euros a João Rendeiro. Parte deste valor foi pago através de sociedades sediadas em paraísos fiscais.

O jornal fez as contas às diferenças entre os lucros de João Rendeiro e o que foi declarado às Finanças e percebeu que Rendeiro não reportou ao fisco o que devia. Durante esses anos, Rendeiro declarou quatro vezes menos do que realmente auferiu. Mas o Fisco só descobriu essa irregularidade o ano passado.

continua após publicidade

Rendeiro foi então obrigado a pagar mais de 4 milhões em impostos. Mas a história não fica por aqui. Nesse tempo o ex-banqueiro não contestou, mas agora decidiu processar o banco. Rendeiro alega que as remunerações que recebeu eram líquidas e que, por isso, o BPP deve-lhe o dinheiro que foi obrigado a pagar às Finanças.