Economia

Estatais investem R$ 29,9 bi de janeiro a abril

Da Redação ·
As estatais federais e os bancos oficiais e de fomento investiram R$ 29,9 bilhões entre janeiro e abril deste ano. O valor equivale a 27% do orçamento de investimento das empresas para 2013, que é de R$ 110,8 bilhões. Os dados estão em portaria do Ministério do Planejamento publicada nesta quarta-feira, 29, no Diário Oficial da União (DOU) e que traz a execução do Orçamento de Investimentos das Empresas Estatais nos primeiros quatro meses de 2013. As estatais ligadas ao Ministério de Minas e Energia obtiveram o melhor desempenho no período entre os órgãos, com 28,8% executados de um total de R$ 99,5 bilhões para o ano. O Ministério da Agricultura ficou em segundo lugar (22,3% de R$ 29,8 milhões) e a Secretaria de Aviação Civil, em terceiro, com execução, pela Infraero, de 17,9% do orçamento anual de R$ 1,6 bilhão. O documento detalha a programação orçamentária de 72 estatais federais, das quais 65 do setor produtivo e sete do setor financeiro. Das empresas do setor produtivo, 19 pertencem ao Grupo Eletrobrás, 23 ao Grupo Petrobras e as 23 restantes estão agrupadas em 'demais empresas'. O Grupo Eletrobrás executou, de janeiro a abril, 17% de seu orçamento anual de R$ 10,2 bilhões. No mesmo período, o Grupo Petrobras investiu 30,2% de seu orçamento total de R$ 89,3 bilhões. Entre as empresas do setor financeiro, a Caixa apresentou 13% de execução de janeiro a abril, de um total previsto para o ano de R$ 2,3 bilhões; o Banco do Brasil executou 11,6% do seu orçamento de investimentos de R$ 3 bilhões; e o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), 6,1% de R$ 96,5 milhões. As estatais ligadas ao Ministério das Comunicações, juntas, executaram 6,9% do total de investimentos para a área, que é de R4 1,4 bilhão para o ano. De janeiro a abril, os Correios aplicaram R$ 74 milhões dos R$ 831 milhões destinados à empresa, uma execução de 8,9%. Já a Telebrás executou no período 4% de seu orçamento de R$ 568,8 milhões, ou seja, nos quatro primeiros meses do ano, a empresa fez investimentos de R$ 22,7 milhões. Por região, o Sudeste recebeu o maior volume dos investimentos feitos pelas estatais federais nos dois bimestres do ano, com 33,6% do total, seguido do Nordeste (18,8%), Sul (2,5%), Norte (2,3%) e Centro-Oeste (0,2%).
continua após publicidade