Economia

Dólar fecha em alta de 1% e atinge maior nível desde dezembro

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 28 de maio (Folhapress) - O dólar à vista, referência para as negociações no mercado financeiro, fechou hoje em alta de 1,04% em relação ao real, cotado em R$ 2,074 na venda -maior nível desde 25 de dezembro do ano passado, quando ficou em R$ 2,079. Segundo operadores consultados pela reportagem, a alta do dólar reflete a cautela dos investidores em relação a um possível corte nos estímulos econômicos nos Estados Unidos, o que poderia enxugar o volume da moeda americana em países como o Brasil. O dólar comercial, utilizado no comércio exterior, fechou em alta de 0,87%, cotado em R$ 2,074 na venda. O indicador da confiança do consumidor americano divulgado hoje veio melhor que o esperado em maio, somando-se aos resultados recentes positivos de outros índices no país. Com isso, aumentaram as perspectivas de que o banco central dos EUA pode cortar ao menos parte de seu programa de compra mensal de títulos -adotado para injetar recursos na economia e estimular uma recuperação. Com menos dólar no mercado americano e, consequentemente, menos moeda sendo investida em mercados como o brasileiro, a tendência de sua cotação seria de alta. O dólar segue cotado acima de R$ 2,07, nível que era considerado por operadores como um teto para uma banda informal imposta pelo governo, a qual seria confortável tanto para a inflação quanto para as empresas no país. A última atuação do BC foi em 27 de março, quando realizou leilão de swap tradicional -equivalente a venda de dólares no mercado futuro- quando a cotação da moeda chegou a R$ 2,03 na venda.  

continua após publicidade