Economia

Sem pregão nos EUA, dólar tem ligeira baixa

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 27 de maio (Folhapress) - O dólar à vista, referência para as negociações no mercado financeiro, tem leve queda em relação ao real hoje, registrando estabilidade.

Às 10h31 (de Brasília), a moeda tinha ligeira variação negativa de 0,1%, cotada em R$ 2,051 na venda. No mesmo horário, o dólar comercial -utilizado no comércio exterior- registrava estabilidade, cotado a R$ 2,05.

Segundo Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora, o mercado segue com cautela por causa do teto informal do Banco Central para a moeda.

"O mercado continua operando com cautela e precificando o dólar na altura que o Banco Central tem comentado. Como tem subido com bastante consistência, dá para entender que não existe nenhuma distorção na taxa de câmbio"", diz.

Além disso, hoje é de feriado nos EUA e no Reino Unido, o que diminui o número de negócios e influencia na variação da moeda.

Banco Central

A casa dos R$ 2,05 era considerada por operadores como um teto para uma banda informal imposta pelo governo, a qual seria confortável tanto para a inflação quanto para as empresas no país.

Como a autoridade não atuou no mercado quando a cotação da moeda ultrapassou R$ 2,05, alguns operadores já dizem que o novo teto dessa banda informal passou a ser de R$ 2,07.

A última atuação do BC foi no dia de 27 de março, quando realizou leilão de swap tradicional -equivalente a venda de dólares no mercado futuro- após a cotação da moeda chegar a R$ 2,03 na venda.
 

continua após publicidade