Economia

Redução de estímulos demora até 4 meses, diz Dudley

Da Redação ·
O presidente do Federal Reserve de Nova York, William Dudley, disse ontem que vai demorar entre três e quatro meses para o Fed, o banco central dos EUA, estar numa posição de decidir sobre uma eventual redução de seu programa de estímulos, que envolve a compra mensal de US$ 85 bilhões em ativos e a manutenção de juros baixos. Em entrevista transmitida hoje pela TV Bloomberg, Dudley afirmou que é "muito cedo" para tomar essa decisão, que depende de como a perspectiva econômica evoluir. "Acho que a economia tem ido bem num contexto de muitas dificuldades fiscais", disse Dudley, que é membro votante do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC, na sigla em inglês) do Fed. "Não sei ao certo como o cabo de força entre as dificuldades fiscais e a melhora da economia se sairá nos próximos meses", acrescentou. Para Dudley, será possível ter uma noção mais clara se a economia dos EUA está saudável o suficiente para superar os entraves fiscais em três ou quatro meses. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade