Economia

Vendas do Dia dos Namorados devem aumentar 5%, dizem lojistas

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 21 de maio (Folhapress) - O crescimento da atividade no comércio em função do Dia dos Namorados deve ser menor este ano. A previsão é de um aumento de 5% nas vendas, menor que o registrado em 2012, que foi de 9,08%. O cálculo é da CNDL (Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas) em conjunto com o Serviço de Proteção ao Crédito (SPC Brasil). Na avaliação do presidente da CNDL, Roque Pellizzaro Junior, haverá um aumento no volume de vendas, o que é positivo, mas não tão robusto quanto o dos anos anteriores. "O consumidor neste ano está se comportando de maneira diferente. O comércio já consegue sentir a substituição de presentes físicos por serviços. Assim, a aposta de crescimento é maior no segmento de bares, restaurantes, hotéis e motéis", afirma. Pellizzaro Junior explica que o consumidor brasileiro tem o hábito de comprar mais de dois presentes para o Dia dos Namorados, além de comemorar a data com almoços e jantares. "Acontece que agora, aqueles presentes mais baratinhos vão ser substituídos por um momento de comemoração. Dessa forma, o comércio vai sentir uma ligeira queda no volume de vendas". Gasto Médio Comemorado no dia 12 de junho, o Dia dos Namorados é a terceira data mais lucrativa para o comércio, ficando atrás somente do Natal e do Dia das Mães. De acordo com a CNDL e o SPC Brasil, o gasto médio do consumidor brasileiro deve ser de R$ 100. Entre os produtos mais procurados nas lojas durante as compras estão os itens de vestuário, calçados, perfumaria, floricultura, jóias e bijuterias.  

continua após publicidade