Economia

Projeto de wi-fi gratuito na capital recebe sugestões até sexta-feira

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 14 de maio (Folhapress) - A partir de outubro, a Prefeitura de São Paulo vai oferecer 120 pontos de acesso gratuito à internet em praças, parques e terminais de metrô. Apesar de já existir uma lista prévia de locais, os paulistanos podem enviar sugestões por e-mail até a próxima sexta-feira (17) para licitacao@prodam.sp.gov.br. No total, serão 23 pontos de acesso na região central, 36 na zona leste, 18 na zona norte, 26 na zona sul e 17 na zona oeste. O "100 Metas para São Paulo" organizou todos os locais sugeridos no site de mapas Mootiro para facilitar a visualização. A equipe do portal informou que também reunirá as opiniões recebidas no serviço e as enviará para a Prefeitura. O projeto, que tem a expectativa de atender 190 mil internautas por mês, deve entrar em processo de licitação no final de junho e a previsão é que o contrato com a prestadora do serviço de banda larga seja assinado em agosto. A qualidade da internet do projeto "Praças Digitais" será controlada por meio de medições técnicas nos locais de acesso e pelo grau de satisfação da população. A estimativa é que a velocidade mínima de conexão para cada usuário seja de 512 kbps, o que oferece navegação livre de travamentos em redes sociais e sites. Já a execução de vídeos de serviços como o Youtube pode ser lenta. A Prefeitura garante que os dados que circularem na rede serão sigilosos e que não haverá restrição de acesso a nenhum tipo de conteúdo. O investimento inicial será de R$ 45 milhões para manter o funcionamento do serviço por três anos. Vale lembrar que a meta do prefeito Fernando Haddad (PT) de implantar 42 pontos de wi-fi na capital paulista é a menos importante na opinião dos paulistanos, de acordo com pesquisa do Datafolha.  

continua após publicidade