Economia

Demanda cresce 5,3% em abril, diz Serasa

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 14 de maio (Folhapress) - A procura de pessoas físicas por crédito aumentou 5,3% em abril em relação a março, segundo o Indicador de Demanda do Consumidor por Crédito, da Serasa Experian, divulgado hoje.

É o segundo mês consecutivo de alta: em março, a procura por crédito cresceu 11,3% em relação a fevereiro.

De janeiro a abril deste ano, a demanda por crédito cresceu 8,7% ante o mesmo período de 2012. Em comparação com abril do ano passado, a alta do mês passado foi de 17,5%.

Para os economistas da Serasa, o crescimento se deve à queda da inadimplência do consumidor e ao alto nível de emprego da população.

A tendência de alta começou no último trimestre do ano passado, com alta de 5,9% sobre o 4º trimestre de 2011.

Renda

O maior crescimento ocorreu na faixa de renda mais baixa, de quem ganha até R$ 500 por mês -6,8%. As demais faixas, a partir de R$ 500 até mais de R$ 10 mil em ganhos por mês, tiveram um crescimento semelhante, oscilando entre 5,0% e 5,2%. De janeiro a abril, a faixa de renda mais baixa também lidera, com um crescimento de 15,3% frente ao primeiro quadrimestre do ano passado. A demanda por crédito na faixa de R$ 500 a R$ 1.000 também teve alta significativa, de 11,0%.

As camadas superiores de renda tiveram o menor crescimento no acumulado do ano. A demanda por crédito aumentou 2,6% entre os que ganham entre R$ 5.000 e R$ 10 mil e 3,9% para quem ganha a partir de R$ 10 mil.

Regiões

A região Nordeste foi a região onde a demanda por crédito mais se expandiu, 13,8%. De janeiro a abril, a alta foi de 16,0%. A região Norte teve alta de 8,2% e lidera no acumulado do ano entre as regiões, com 19,0% de crescimento.

O Sudeste, região mais populosa e desenvolvida do país, teve alta de 2,5% em março. No ano, o acumulado é de 6,8%.

A região Centro-Oeste teve uma alta de 3,3% em abril frente março (4,4% no ano), e a região Sul, de 5,0% (6,2% no ano).
 

continua após publicidade