Economia

Ministério da Fazenda confirma saída de secretário-executivo

Da Redação ·

Por Carolina Oms BRASÍLIA, DF, 13 de maio (Folhapress) - O Ministério da Fazenda confirmou que o secretário-executivo da pasta, Nelson Barbosa, deixará o cargo em junho. De acordo com nota divulgada hoje, Barbosa pediu exoneração por "razões pessoais". "Oportunamente, o ministro Guido Mantega definirá o nome do novo secretário-executivo. O atual secretário-executivo-adjunto, Dyogo de Oliveira, deverá assumir o cargo interinamente no lugar de Barbosa", diz a nota. Conforme a Folha de S.Paulo antecipou no sábado, Barbosa, um dos principais formuladores da equipe econômica, decidiu sair do governo e já havia informado o ministro. A informação já havia sido transmitida também à presidente. Nelson Barbosa era um dos principais assessores de Dilma Rousseff, sempre acionado pela presidente para a elaboração de programas. Nos últimos meses, porém, ele já não era mais um frequentador assíduo do gabinete presidencial para debater e formular medidas na área econômica. Nesse período, ganhou força dentro do governo o secretário do Tesouro, Arno Augustin, atualmente um dos mais influentes assessores da presidente Dilma. Nelson Barbosa trabalha no Ministério da Fazenda desde 2006, onde ocupou as secretarias de Acompanhamento Econômico (entre 2007 e 2008) e de Política Econômica (2008 e 2010). Em 2011, foi "levado por Mantega ao posto de secretário-executivo", ainda de acordo com a nota divulgada pela Fazenda.  

continua após publicidade