Economia

Minha Casa Minha Vida' tem 40,8% da meta cumprida

Da Redação ·
O programa ainda enfrenta dificuldades em algumas cidades brasileiras devido ao elevado preço dos imóveis
fonte: Fabio Valadares
O programa ainda enfrenta dificuldades em algumas cidades brasileiras devido ao elevado preço dos imóveis

O Ministério das Cidades e a Caixa Econômica Federal divulgaram nesta quinta-feira, 15, o balanço do primeiro ano do Programa Minha Casa, Minha Vida. Até o dia 13 de abril, foram contratadas 408.674 unidades, ou seja, 40,8% da meta do governo de construir um milhão de casas. Essa contratação representa investimentos de R$ 21,5 bilhões. Pelo menos, por enquanto, foram entregues apenas três mil unidades. A expectativa é de que haja aceleração na entrega de imóvel a partir de maio.

continua após publicidade

O ministro das Cidades, Marcio Fortes, comemorou o resultado. Segundo ele, 78% das obras contratadas já foram iniciadas. "É muito fácil dizer que estamos longe da meta, mas não temos um cronograma de entrega. Portanto, estamos dentro do prazo", afirmou o ministro.

A presidente da Caixa Econômica Federal, Maria Fernanda Ramos Coelho, ressaltou que somente neste ano o banco fez a contratação de 278.426 unidades, sendo que 133.146 se referem ao Programa Minha Casa, Minha Vida. Em 2009, a Caixa contratou 896.908 unidades, sendo que 275.528 são do Minha Casa, Minha Vida.

continua após publicidade

O vice-presidente da Habitação da Caixa, Jorge Hereda, destacou que o programa ainda enfrenta dificuldades em algumas cidades brasileiras devido ao elevado preço dos imóveis. Disse, no entanto, que apesar das pressões das construtoras, não haverá na primeira fase do programa reajuste dos preços dos imóveis que podem ser contemplados no Minha Casa, Minha Vida.

Para tentar contornar o problema, Hereda informou que a Caixa vai apostar nas parcerias com estados e municípios. No caso de São Paulo, uma parceria com a prefeitura vai viabilizar a construção de quatro mil unidades. Já outra parceria com o governo do estado possibilitará a construção de outras 13 mil moradias, sendo que quatro mil delas na cidade de São Paulo. No primeiro ano do Minha Casa, Minha Vida, foram contratados 83.061 unidades no estado de São Paulo, o que representa 45,1% da meta.