Economia

Dólar à vista fecha praticamente estável e mantém R$ 1,99

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 8 de abril (Folhapress) - O dólar à vista, referência para as negociações no mercado financeiro, encerrou praticamente estável, em um dia marcado pelo menor sentimento de aversão ao risco entre os investidores e após o banco central do Japão dar início a seu plano de afrouxamento monetário.

A moeda americana fechou com leve queda de 0,03%, para R$ 1,990 na venda. A moeda registrou leve alta durante boa parte do dia, movimento identificado por analistas como ajuste técnico após a forte queda verificada na última sexta-feira, quando o dólar voltou a ser negociado abaixo de R$ 2 pela primeira vez em mais de duas semanas.

Hoje, o dólar comercial, que é utilizado no comércio exterior, fechou o dia estável em R$ 1,988 na venda.

O Banco do Japão, banco central do país, conduziu hoje a primeira operação de compra de títulos governamentais, desde que anunciou um enorme programa de estímulo econômico, na semana passada.

O plano do BC japonês é comprar 1 trilhão de ienes (US$ 10,3 bilhões) de títulos governamentais japoneses com vencimento entre cinco e dez anos, e 200 bilhões de títulos com vencimento superior a 10 anos.

Especialistas ouvidos pela Folha de S.Paulo apontam que a medida, apesar de positiva ao país asiático, deve aumentar a oferta de dólares em outros mercados globais, como o Brasil, o que pode puxar para baixo a cotação do dólar por aqui.

"Pode haver uma entrada maior de dólares aqui no Brasil. O mercado sempre busca lugares com taxas de juros maiores, para aumentar seus ganhos. Com a Selic em seu menor nível histórico, perdemos um pouco a atratividade, mas 7,25% ao ano ainda é uma taxa maior do que em muitos países", disse Reginaldo Galhardo, gerente de câmbio da Treviso Corretora.
 

continua após publicidade