Economia

Mulheres são mais inadimplentes com cheques do que homens

Da Redação ·

Por Anderson Figo SÃO PAULO, SP, 7 de abril (Folhapress) - O número de mulheres inadimplentes nos pagamentos com cheques superou o de homens nos dois primeiros meses de 2013. No total, as mulheres representaram 55% dos consumidores inadimplentes com esse meio de pagamento, enquanto os homens representaram os 45% restantes. O resultado ficou ligeiramente inferior ao levantamento anterior, referente aos meses de novembro e dezembro de 2012, que foi de 56% (com 44% de homens em inadimplência). O dado é de uma pesquisa divulgada na quinta-feira pela TeleCheque, empresa especializada em análise de crédito para pagamentos com cheques. "Essa nos parece uma indicação bastante forte do atual papel das mulheres como chefes de família, já que elas estão fazendo esses pagamentos, assumindo as contas e os riscos", disse Dirlene Costa, diretora de recuperação de crédito da TeleCheque, em nota. Motivos e Valores O principal motivo apontado pelos consumidores como causa para a inadimplência continuou sendo o "descontrole financeiro", com 42%, acima dos 36% vistos no levantamento anterior. Em segundo lugar, ficou o "empréstimo do nome" em contratos de financiamento para terceiros, ou participação do consumidor nesses contratos como avalista ou fiador, com 13%. A maioria dos valores em atraso (60%) está entre a faixa de R$ 50,00 e R$ 499,99. Setores O setor que apresentou maior número de consumidores em inadimplência foi o de "acessórios automotivos e manutenção" (16% dos cheques), seguido por "alimentação" (15%).  

continua após publicidade