Economia

Com inflação alta, cai intenção de consumo das famílias

Da Redação ·
Com inflação alta, cai intenção de consumo das famílias - Foto: Arquivo
fonte: Arquivo
Com inflação alta, cai intenção de consumo das famílias - Foto: Arquivo

SÃO PAULO, SP, 2 de abril (Folhapress) - Em meio ao avanço dos preços, a intenção de consumo das famílias paulistanas caiu pelo terceiro mês consecutivo para seu menor valor desde setembro de 2009, afirmou a Fecomercio-SP. Em março, o ICF (Índice de Intenção de Consumo das Famílias), calculado pela entidade, caiu 4,3% em relação a fevereiro, para 129,6 pontos. O índice marcava 127,8 pontos em setembro de 2009. Na comparação com março de 2012, o valor teve variação negativa de 9%. O índice varia de 0 a 200. Médias abaixo de 100 indicam pessimismo, e acima, otimismo. Quanto maior for, maior é a intenção de compras, e vice-versa. Segundo a Fecomercio, a inflação e o temor de possíveis impactos no emprego fizeram com que as famílias ficassem mais cautelosas quanto à contração de novas dívidas, apesar de os juros para o consumidor permanecerem em patamares baixos. A entidade afirmou esperar que a intenção de consumo continue caindo, uma vez que "não há sinais claros de arrefecimento da inflação e o crescimento econômico está abaixo do esperado", o que cria incertezas sobre a renda e o emprego na população. Volta do IPI Cinco dos sete itens que compõem o ICF caíram no mês passado. O quesito que mais pesou foi o Momento para Duráveis, cuja variação foi negativa em 10,4%. A Fecomercio atribuiu o movimento à volta gradual do IPI (Imposto para Produtos Industrializados) para automóveis, eletrodomésticos e móveis. O governo, no entanto, anunciou no fim de semana que o desconto do imposto para automóveis será prorrogado até dezembro. O item Nível de Consumo Atual registrou queda de 5,3% ante fevereiro para seu menor valor desde agosto de 2009, quando o índice começou a ser calculado. Os itens Perspectiva de Consumo e Perspectiva Profissional também caíram no período. Em contrapartida, o quesito Acesso a Crédito ficou estável.  

continua após publicidade