Economia

Eletrobras prevê incorporar 23.700 MW de 2013 a 2017

Da Redação ·
O Conselho de Administração da Eletrobras aprovou, em reunião na quarta-feira (27), o Plano Diretor de Negócios e Gestão para o período de 2013 a 2017. Nos negócios de geração e transmissão, para o horizonte do plano, a participação da Eletrobras alavancará cerca 23.700 Megawatts (MW) de potência e 12 mil quilômetros de linhas de transmissão que serão incorporados ao Sistema Interligado Nacional. Em comunicado enviado à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), a empresa explica que o plano contempla o realinhamento estratégico da Eletrobras, estabelecendo condicionantes para a gestão e a obtenção de receitas a partir da otimização dos gastos com custeio, captura de sinergias inerentes a atuação integrada das empresas Eletrobras, reestruturação societária e organizacional, melhorias nos processos de gestão e um enfoque exigente sobre a expansão, que garanta investimentos e melhor desempenho para a companhia. No que diz respeito à expansão e à melhoria dos sistemas elétricos, estão previstos para o período de 2013 a 2017 investimentos da ordem de R$ 52,4 bilhões nos negócios de geração, transmissão e distribuição. Do total, R$ 32,1 bilhões estão comprometidos com empreendimentos já contratados e R$ 20,3 bilhões com novos projetos. Segundo a empresa, o plano diretor esta estruturado em três eixos: expansão sustentável, melhoria de eficiência operacional, com ênfase na qualidade dos sistemas elétricos e na otimização dos gastos com custeio; e reestruturação do modelo de negócios, governança e gestão. "Os eixos se constituem em orientações estratégicas com desdobramento em uma carteira de projetos críticos, de curto e médio prazo, voltados para os negócios e a gestão das empresas Eletrobras", informa a estatal.
continua após publicidade