Economia

'Podemos avançar em banco dos Brics', declara Mantega

Da Redação ·
Os países avançados "estão crescendo pouco", por isso os integrantes do grupo Brics "dependem cada vez mais de si mesmos". A declaração foi feita pelo ministro da Fazenda, Guido Mantega, em rápida entrevista nesta segunda-feira, ao chegar ao hotel, em Durban, na África do Sul, para a 5ª cúpula dos chefes de Estado do bloco, que reúne Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul. Mantega disse que o objetivo do encontro é debater maior integração comercial e descobrir possibilidades de negócios entre as cinco nações. "Somos países que vamos continuar crescendo, temos dinamismo maior, temos que aproveitar nossos mercados." O ministro afirmou que os cinco países podem "avançar" nas negociações para criação de um banco de desenvolvimento do Brics e que, no encontro, discutirão o estreitamento de laços econômicos. Em companhia do ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior, Fernando Pimentel, Mantega acrescentou ser possível ir adiante no debate sobre um acordo para uso conjunto de reservas cambiais, em caso de crise de liquidez ou ataque especulativo, o que daria cobertura quando faltassem recursos.
continua após publicidade