Economia

Pequeno empreendimento investe pouco em marketing on-line

Da Redação ·
​Veja quais profissões devem ser valorizadas em 2015 - Foto: Arquivo
fonte: Arquivo
​Veja quais profissões devem ser valorizadas em 2015 - Foto: Arquivo

SÃO PAULO, SP, 23 de março (Folhapress) - O marketing digital cada vez mais é uma possibilidade real de empresas atraírem mais clientes e reforçarem suas receitas. No entanto, seu uso ainda é mais disseminado em grandes companhias.

Isso é o que mostra uma pesquisa feita nos Estados Unidos com 550 pequenas empresas. De acordo com o levantamento do BCG (Boston Consulting Group), elas investem apenas 3% de seu orçamento de publicidade com mídias on-line. O investimento fica concentrado em modalidades de marketing tradicionais, como panfletos, malas diretas e televendas.

Muitos proprietários de pequenas empresas, ainda de acordo com o estudo, não têm sequer consciência de que um perfil on-line poderia ser visto em muitos sites populares. Por exemplo, apenas 15% dos proprietários de pequenas empresas na pesquisa sabiam que tinham direito a um perfil grátis no Yelp, popular website norte-americano de buscas por serviços locais.

Pequenas empresas preferem investir em seus próprios sites, que constituem o seu mecanismo digital de marketing primário. Mas o que eles destinam para a publicidade on-line é quase insignificante. As pequenas empresas informaram gastos entre US$ 63 (R$ 125) e US$ 196 (R$ 390) por mês nas seguintes opções, em ordem de popularidade: Google, outros sites de busca, Yelp, Facebook, Yahoo!, YP.com (anteriormente yellowpages.com), Twitter, LinkedIn e Superpages.com.


Veja abaixo 3 dicas do estudo para melhorar o marketing digital nas pequenas empresas.

1) Estratégias Variáveis -As necessidades das pequenas empresas, os resultados que desejam conseguir e os seus níveis de sofisticação variam de acordo com a categoria e a indústria. Para uma categoria como restaurantes de refeições rápidas, por exemplo, pode ser mais útil a criação de perfis em aplicativos de geolocalização, como o Foursquare, e cupons de descontos.

2) Associação - Uma pequena empresa usa muito a propaganda boca a boca e referências para melhorar o alcance de sua marca. Por isso, associar um pequeno negócio a uma personalidade ou entidade bem avaliada na sociedade pode ser uma boa estratégia. Estratégias que utilizam o LinkedIn, Facebook e Twitter para ligar uma marca a uma personalidade ou entidade podem ser mais eficazes do que mensagens de call-center de telefone e venda direta porta a porta.

3) Mensure - As promoções e publicidade on-line têm que ter benefícios tangíveis, isto é, que podem ser medidos. Para isso, as pequenas empresas devem ter métricas confiáveis para o cálculo do retorno sobre seus investimentos em marketing digital. Por exemplo, saber o quanto uma oferta mudou o valor médio de compra de cada usuário ou quantos "check-ins" ou consultas foram gerados a partir de um determinado anúncio.
 

continua após publicidade