Economia

Portos pode antecipar renovação de concessões

Da Redação ·
O ministro-chefe da Secretaria de Portos, Leônidas Cristino, disse nesta quarta-feira que o governo poderá antecipar a renovação de contratos de concessão em portos em troca de investimentos. O pedido foi apresentado pela Associação Brasileira de Terminais Portuários (ABTP), que estima novos investimentos da ordem de R$ 11 bilhões. "Queremos aumentar a velocidade dos investimentos o mais rápido possível", afirmou, ao fim de uma audiência pública para discutir a Medida Provisória 595, a MP dos Portos. Ele acrescentou que, se o contrato permitir mais uma renovação e houver intenção de investimentos, o governo fará um estudo de viabilidade técnica e econômica e, dependendo da conclusão, autorizará a renovação antecipada. Esse ponto atende a casos como o da Santos Brasil que, segundo seu diretor Mauro Salgado, tem planos de investir R$ 700 milhões na compra de novos guindastes. Esse gasto, porém, está em compasso de espera porque o contrato de concessão vence daqui a cinco anos. A empresa vai pedir renovação antecipada. O ministro também acenou com a possibilidade de ampliar a área de terminais que já estão em operação, "desde que o acréscimo não seja muito grande".
continua após publicidade