Economia

Chipre precisa de plano de resgate alternativo, diz UE

Da Redação ·
A Comissão Europeia disse que agora cabe ao Chipre apresentar um plano de resgate alternativo após o Parlamento do país ter rejeitado em votação, na terça-feira, o pacote de socorro aprovado no último fim de semana pelos parceiros da ilha na zona do euro. "Cabe agora às autoridades do Chipre oferecer um cenário alternativo que respeito os critérios de sustentabilidade da dívida e dos parâmetros de financiamento", disse Olivier Bailly, porta-voz da comissão. Bailly afirmou que a comissão deixou claro durante as negociações sobre o resgate que era favorável a uma "solução alternativa que respeitasse os parâmetros financeiros (acordados)" e que não incluísse a controversa taxação de depósitos inferiores a 100 mil euros. "As autoridades cipriotas não aceitaram essa alternativa de cenário", acrescentou. A comissão apoiou eventualmente, no entanto, o acordo final fechado nas primeiras horas do último sábado, à medida que as outras opções apresentadas eram mais "arriscadas". O comissário de Assuntos Econômicos e Monetários da União Europeia, Olli Rehn, estará preparado para qualquer convocação de negociações emergenciais nas próximas horas, ou dias, para lidar com a crise, e a comissão está pronta para oferecer suporte ao Chipre, disse Bailly. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade