Economia

Lance da 1ª rodada de bloco exploratório deve superar R$ 1 bi, diz ANP

Da Redação ·





Por Lucas Vettorazzo

RIO DE JANEIRO, RJ, 19 de fevereiro (Folhapress) - A diretora-geral da ANP (Agência Nacional do Petróleo), Magda Chambriard, afirmou na manhã de hoje que os lances mínimos para os blocos exploratórios de óleo e gás da 11ª rodada de licitação devem superar R$ 1 bilhão.

A informação foi dada durante a segunda audiência pública da 11ª rodada, no Rio.

"Nós fizemos a conta dos primeiros 172 blocos e a nossa previsão é que o bônus mínimo [lance] dessas áreas deve chegar a R$ 500 milhões". No decorrer da entrevista, no entanto, Magda admitiu que o valor pode superar R$ 1 bilhão. "Deve superar R$ 1 bilhão sim", afirmou.

A rodada, a ser realizada nos dias 14 e 15 de maio, irá ofertar campos "offshore" na chamada margem equatorial, que compreende a área que vai do litoral do Rio Grande do Norte até o Amapá. Serão ofertadas ainda bacias terrestres maduras.

O cálculo de Magda leva em conta 172 blocos que serão inicialmente ofertados pela ANP. Há ainda 117 áreas que poderão participar do leilão, mas que dependem de aprovação do CNPE (Conselho Nacional de Política Energética, vinculado ao Ministério de Minas e Energia).

No total, portanto, 289 blocos serão disputados, dos quais 123 em terra e 166 no mar. Os ativos de exploração estão espalhados por 11 bacias sedimentares localizadas em 13 Estados brasileiros.

A diretora se mostrou particularmente entusiasmada com a margem equatorial. Segundo ela, a região possui as mesmas características da costa oeste africana, onde, ainda de acordo com Magda, aconteceram recentes descobertas de óleo leve a quantidades significativas.

"A grande questão que está sendo posta hoje é a qualidade das áreas que nós estamos ofertando. O que está acontecendo na margem equatorial da África e também na Guiana mostra que nós devemos ter uma área de grande sucesso."

Leilões

Magda confirmou ainda para novembro leilões da área do pré-sal. A diretora disse ainda que haverá um terceiro leilão em meados deste ano para a exploração de gás em terra.
 

continua após publicidade