Economia

Calote do consumidor e de empresas deve se estabilizar em 2013

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 18 de fevereiro (Folhapress) - O indicador usado para antever com seis meses de antecedência a trajetória dos níveis de atraso de pagamentos aponta para normalização dos níveis de inadimplência em 2013, segundo divulgado hoje pela Serasa Experian.

No caso do consumidor, o índice ficou estável em dezembro de 2012, com 100,1 pontos.

Com esse resultado, o nível de inadimplência bancária do consumidor deve ficar em 7% da carteira de crédito às pessoas físicas (crédito referencial para taxa de juros), de acordo com o BC (Banco Central).

Empresas

No caso das empresas, o indicador de perspectiva de inadimplência da Serasa registrou queda de 0,8% no mês de dezembro de 2012 em relação ao mês anterior, ficando em 94,0.

De acordo com os economistas da Serasa, em nota, a convergência para a normalidade da inadimplência dos consumidores, a aceleração do crescimento econômico e a predominância de taxas de juros mais baixas no médio prazo contribuem para a redução da inadimplência das empresas.

Metodologia

O indicador de perspectiva da Serasa busca antever, com seis meses, em que fase do ciclo estarão as seguintes variáveis econômicas: atividade econômica, concessões reais de crédito ao consumidor, concessões reais de crédito às empresas, inadimplência do consumidor e inadimplência das empresas.

Em geral, as variáveis econômicas apresentam ciclos compostos por quatro fases distintas: expansão, reversão, crise e recuperação.

O indicador é feito com base em 325 variáveis econômicas e financeiras. O indicador consiste no resultado composto, isto é, em cada escala de tempo, dos modelos de projeção entre a variável-objetivo e os componentes principais, colocado em base 100.
 

continua após publicidade