Economia

Caixa passa a aceitar joias de prata como garantia para empréstimo

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 2 de fevereiro (Folhapress) - A Caixa Econômica Federal passou a aceitar joias de prata como garantia para empréstimo aos clientes.

O banco já aceitava joias de ouro, pérolas, diamantes, relógios e canetas como penhor.

O penhor está disponível para empréstimos a partir de R$ 50.

Em nota, a superintendente nacional de Pessoa Física de Renda Básica da Caixa, Kátia Maria Loureiro Torres, diz que a novidade busca atender às expectativas e fortalecer o relacionamento com os clientes, em especial a nova classe média.

"O produto é uma opção de crédito rápida e fácil, já que não exige análise cadastral, e o cliente recebe o recurso no momento da avaliação e contratação da operação".

O penhor no banco pode ser feito com pagamento à vista ou parcelado.

Na modalidade de parcela única, o cliente recebe o dinheiro e tem prazo de até 180 dias para resgatar o bem, com taxa de 1,50% ao mês.

Já no penhor parcelado, o cliente pode efetuar o pagamento em parcelas fixas, com prazos que variam de dois a 60 meses.

A parcela tem valor mínimo de R$ 50 e a taxa de juros é de 1,70% ao mês.

Não são todas as agências que trabalham com a modalidade.

Caso a sua agência seja uma das que trabalha com penhor, para fazer o empréstimo, basta levar levar o bem que será deixado em garantia e os documentos pessoais.
 

continua após publicidade