Economia

Economia-Governo - (Atualizada)

Da Redação ·


Fazenda facilita investimento estrangeiro



BRASÍLIA, DF, E SÃO PAULO, SP, 31 de janeiro (Folhapress) - O governo zerou a alíquota do IOF para investimentos estrangeiros em fundos de investimento imobiliário negociados na Bolsa. A medida, já em vigor, aumenta o apetite por essas aplicações.

Mas o secretário-executivo-adjunto do Ministério da Fazenda, Dyogo Oliveira, diz que a intenção não é influenciar no câmbio.

Segundo ele, o decreto buscou apenas acabar com dúvidas sobre a tributação dessas operações.

Analistas do mercado dividem-se sobre o impacto. Alguns defendem que a medida vai atrair para esses produtos investidores de outros países --inclusive grandes fundos. Estrangeiros fecharam o ano de 2012 como responsáveis por 40% do volume aplicado na Bolsa brasileira.

Há, porém, o grupo dos que acreditam que o fato de o imposto ter sido zerado em um momento em que o BC tem atuado no mercado de câmbio para jogar para baixo o dólar vai afugentar os estrangeiros.

"O estrangeiro não gosta de se sentir pressionado e, além disso, a porta de saída do investimento nesses fundos é somente o mercado secundário [revenda das cotas a outros aplicadores], que ainda é pequeno", diz Fabio Colombo, administrador de investimentos.
 

continua após publicidade