Economia

Obama critica postura republicana nas negociações sobre abismo fiscal

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 30 de dezembro (Folhapress) - O presidente dos EUA, Barack Obama, afirmou hoje que a intransigência dos republicanos provocou a crise do abismo fiscal.

A declaração foi feita durante entrevista ao programa "Meet the Press", da rede NBC.

Obama disse que foi muito difícil para os republicanos aceitarem que os impostos para os americanos mais ricos deveriam aumentar, como parte do pacote de redução do deficit.

O presidente também disse que, pela maneira com que os republicanos se comportam, sua única preocupação parece ser proteger as vantagens fiscais dos mais ricos.

O chefe dos republicanos na Câmara dos Deputados, John Boehner, respondeu às declarações do presidente e disse que Obama foi eleito "para dirigir e não para acusar"

Segundo Boehner, um tema recorrente nas discussões tem sido a recusa de Obama em "aceitar qualquer coisa que o faça ter que confrontar seu próprio partido".

O Senado e a Câmara dos Deputados têm realizado sessões especiais neste domingo, poucas horas antes do prazo final para aprovar um plano para evitar o abismo fiscal nos Estados Unidos.

Recessão

O abismo fiscal é o enxugamento de US$ 600 bilhões em dinheiro público previsto para o ano que vem e entra em vigor na próxima terça-feira.

Esse enxugamento combina a extinção de "alívios fiscais", na forma de impostos e tributos menores, e a entrada em vigor, no início de 2013, de novos cortes novos de gastos públicos federais.

A instabilidade preocupa o mercado financeiro por causa do risco de uma nova recessão nos Estados Unidos, que, nos últimos dois anos, teve crescimento médio de 1%.
 

continua após publicidade