Economia

Gradiente publica vídeo para "esclarecer marca" iphone

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 25 de dezembro (Folhapress) - Depois de lançar na semana passada sua linha de celulares iphone e prometer lutar com a Apple pelo nome do famoso smartphone, a Gradiente publicou um vídeo no YouTube para "esclarecer a história da marca". Segundo a assessoria da CBTD (Companhia Brasileira de Tecnologia Digital), empresa que arrendou ativos e marcas da IGB (ex-Gradiente), é autêntico o perfil do autor do vídeo. A conta é usada pela companhia para publicar vídeos que mostram atributos de seus produtos. Segundo o vídeo, "iphone" é uma abreviação para "internet phone", criada pela "turma do marketing" da Gradiente em 2000. A empresa, já naquela época, tinha a ideia de fazer celulares que acessassem a internet. "Pronto, estava lançado no Brasil o primeiro iphone do mundo, o Gradiente iphone", diz o vídeo, que afirma que, assim que o nome foi lançado, ainda em 2000, houve "um sucesso imediato". No entanto, depois de a Gradiente entrar com o pedido para registrar a marca "G Gradiente iphone" no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (Inpi) em 2000, a autorização só saiu em 2008. A empresa só começou a utilizar "iphone" em uma linha de aparelhos em 19 de dezembro deste ano, a 14 dias antes de a exclusividade sobre a marca caducar. Segundo as normas do Inpi, as empresas que não demonstrarem a utilização de suas marcas registradas dentro de um período de cinco anos podem ter a exclusividade contestada. Além disso, o celular que hoje faz parte da linha iphone, o Neo One, foi lançado em agosto, mas "requentado" para dar corpo á marca. A CBTD afirma que se tratava de um teste para averiguar a qualidade do produto. Cerca de mil aparelhos foram vendidos. O vídeo faz menção à Apple. "Sete anos depois do primeiro Gradiente iphone, uma outra empresa de tecnologia super competente e com um comandante brilhante lançou seu aparelho no Brasil também chamado de iphone, embora a marca já fosse da Gradiente no país." O vídeo ainda apresenta as vantagens tanto do iPhone quanto do aparelho da empresa brasileira.  

continua após publicidade