Economia

S&P rebaixa rating do Chipre para CCC+

Da Redação ·
A agência de classificação de risco Standard & Poor's rebaixou o rating do Chipre em mais dois níveis dentro do grau especulativo, apontando uma crescente pressão financeira no país e a incerteza com a falta de resolução nas negociações para um resgate financeiro antes da eleição presidencial. A S&P rebaixou o rating do Chipre de B para CCC+, sete níveis dentro do grau especulativo, com perspectiva negativa. Segundo a agência, o risco de um default soberano "é considerável e crescente" em meio às contínuas negociações entre o Chipre, seus parceiros da zona do euro e o Fundo Monetário Internacional (FMI) sobre um programa de resgate. O país se candidatou ao resgate financeiro em junho de 2012, e a S&P registrou a intensificação das pressões antes das eleições presidenciais, agendadas para fevereiro do ano que vem. A agência acrescentou que o financiamento em curto prazo do governo do Chipre é "crescentemente vulnerável". A S&P apontou ainda que o orçamento para 2013, recentemente submetido ao Parlamento, inclui "profundos cortes nos gastos públicos que totalizam quase 6% do PIB" e afirmou que a receita prevista no orçamento "é otimista demais" dados os riscos de futura deterioração no Produto Interno Bruto do país. A perspectiva negativa reflete a visão de que as crescentes pressões financeiras externas poderiam resultar em novo rebaixamento, principalmente no caso de o governo não conseguir atender as condições para a ajuda financeira. A agência acrescentou que o rating pode se estabilizar se houver perspectiva de estabilização da dívida do governo e das necessidades de financiamento externo. As informações são da Dow Jones.
continua após publicidade