Economia

BC projeta inflação acima do centro da meta em todo governo Dilma

Da Redação ·

BRASÍLIA, DF, 20 de dezembro (Folhapress) - O Banco Central prevê que a inflação ficará acima do centro da meta (4,5%) durante todo o governo Dilma Rousseff. As previsões foram divulgadas hoje no relatório trimestral de inflação. Segundo o documento, o IPCA (índice de preços do IBGE que serve de referência ao BC) deve fechar o ano em 5,7%, acima do nível projetado há três meses, de 5,2%. A meta de inflação fixada pelo governo é de 4,5%, com margem de dois pontos percentuais tanto para cima como para baixo. No ano passado, o índice ficou em 6,5%, teto da meta do governo. O motivo da alta da projeção para 2012, segundo o BC, foi o aumento nos preços de algumas commodities (insumos básicos negociados internacionalmente), fenômeno que já perdeu fôlego. 2013 e 2014 O BC trabalha sempre com dois cenários -um de referência, que considera que a taxa de juros (Selic) e câmbio permanecerão constantes, e outro de mercado, que incorpora nos cálculos as projeções de economistas de mercado para essas duas variáveis. Em ambos os casos, a inflação projetada fica em 5,7% neste ano e acima de 4,5% até 2014. No cenário de referência, "a projeção parte de 5,7% no primeiro trimestre de 2013, e se desloca para 5,5%, 4,9% e 4,8% no segundo, terceiro e quarto trimestre, respectivamente. Para 2014, a projeção se situa em 5,1% no primeiro e segundo trimestre, e recua para 5,0% e 4,9% no terceiro e quarto trimestre, respectivamente", destaca o documento do BC. Já no cenário de mercado, a projeção também permanece em 5,7% no primeiro trimestre, recuando para 5,6% no segundo trimestre e para 4,9% no terceiro e encerrando o ano nesse patamar. "Em 2014, a projeção parte de 5,2% no primeiro trimestre e recua para 5,1%, 5,0% e 4,8% no segundo, terceiro e quarto trimestre, respectivamente", aponta o relatório.  

continua após publicidade