Economia

Santander diz que demissões atingem 2% dos funcionários

Da Redação ·

SÃO PAULO, SP, 6 de dezembro (Folhapress) - O banco Santander confirmou hoje que demitiu cerca de mil pessoas no país, o equivalente a 2% de sua força de trabalho. O banco emprega cerca de 55 mil pessoas no país. Segundo o Santander, os cortes visam preparar o banco para a nova realidade do sistema financeiro nacional, que agora enfrenta competição maior com as demais instituições financeiras. Hoje, o TRT (Tribunal Regional do Trabalho) decidiu suspender, em caráter liminar, as demissões ocorridas em São Paulo. Na região, foram desligados 415 pessoas. A decisão foi promulgada em audiência de conciliação entre o banco e o Sindicato dos Bancários de São Paulo, Osasco e Região. Caso haja descumprimento, o banco deverá pagar multa diária de R$ 100 mil. O pedido foi feito pelo sindicato pela suspeita que, nesta semana, 5.000 funcionários seriam demitidos em todo o país. O banco informou que, além de seguir todas as previsões legais, está implementando um programa de apoio aos funcionários demitidos, facilitando a recolocação deles no mercado de trabalho. A próxima audiência de conciliação deve ocorrer na terça.  

continua após publicidade