Economia

Preço reduz exportações de minério de ferro, diz MDIC

Da Redação ·
A queda de 36,8% das exportações de minério de ferro em outubro em relação ao mesmo mês do ano passado, perfazendo um total de US$ 2,6 bilhões, se deveu exclusivamente à redução de preços. A explicação é da secretária de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Tatiana Prazeres. Segundo ela, os preços recuaram 40,8% no período, enquanto a quantidade das vendas para o exterior foi ampliada em 6,7% na mesma base de comparação. No acumulado de janeiro a outubro, o valor exportado da commodity recuou 26,6% devido à diminuição dos preços em 256% e da quantidade exportada em 1,3% ao longo do ano. As vendas brasileiras de petróleo, por sua vez, desabaram 58,8% em outubro na comparação com igual mês de 2011, para US$ 794 milhões. De janeiro a outubro, as remessas de petróleo brasileiro ao exterior recuaram 7,3% ante os primeiros dez meses de 2011. A redução é consequência de 9,3% em quantidade, apesar da alta de preço de 3,2% no período. Preocupada com esse resultado, a secretária do ministério entrou em contato com a Petrobras para identificar a causa dessa forte queda. "Consultamos a Petrobras e o que nos disseram é que a queda nas exportações é resultado da produção nacional menor e de um crescimento dos volumes de processamento de óleo nacional nas refinarias do Brasil." Em outros comentários à imprensa sobre os dados da balança comercial de outubro divulgados nesta quinta-feira, Tatiana também declarou que a crise internacional se prolonga e ainda se faz sentir no comércio exterior brasileiro. No mês passado, houve uma retração de 10,6% nas exportações em relação há um ano. A secretária ponderou, contudo, que a queda ocorre sobre um patamar elevado das vendas nacionais, verificado em 2011. "A crise afeta o comércio exterior, no Brasil, principalmente por conta da queda de preços de produtos que o Brasil é bastante competitivo", disse, citando produtos básicos.
continua após publicidade