Economia

Ministério Público investiga aumento da gasolina no RS

Da Redação ·
O Ministério Público Estadual do Rio Grande do Sul (MPE-RS) abriu um inquérito civil para investigar o aumento dos preços da gasolina ocorrido nas duas últimas semanas no Rio Grande do Sul. A variação foi detectada por pesquisas de jornais e rádios locais, que apontaram diferenças de até dez centavos entre o valor cobrado pelo litro de combustível há 15 dias e nesta semana, quando chegou a R$ 2,79. "Se for constatado que os reajustes não foram justificados, ajuizaremos ação contra os responsáveis, com pedido de punição", avisa o promotor de Justiça Rossano Biazus. Durante a semana passada houve escassez de gasolina no Rio Grande do Sul porque os navios que transportavam petróleo para as monoboias de Tramandaí não puderam descarregar o produto durante três dias por causa do mau tempo. O abastecimento já está normalizado, mas muitos consumidores notaram diferença dos preços nas bombas. Segundo Biazus, serão buscadas informações em toda a cadeia, do transporte do petróleo aos postos de combustíveis, passando pela refinaria e pela distribuição, para verificação de eventuais abusos. Se nada for constatado, o inquérito será arquivado. O prazo para conclusão da investigação é de 90 dias.
continua após publicidade