Economia

Eletrobras reafirma que será muito afetada por tarifa menor

Da Redação ·

Por Lucas Vettorazzo RIO DE JANEIRO, RJ, 17 de setembro (Folhapress) - O presidente da Eletrobras, José Carvalho da Costa Neto, voltou a afirmar que a empresa será bastante afetada pelo plano de redução de tarifas de energia elétrica lançado na semana passada pelo governo federal. Neste momento, disse ele, a empresa calcula o valor da compensação a ser paga pelo governo para amortizar investimentos feitos em unidades de geração e distribuição. O governo já anunciou que irá pagar R$ 15 bilhões em compensações, mas ainda não deixou totalmente claro como isso será calculado. "Estaria faltando com a verdade se falasse que nós não estamos sendo muito afetados. Ainda não sabemos quanto vamos receber do governo. São cálculos que ainda nem foram feitos", disse Costa Neto, em evento para o lançamento do plano de reestruturação de Furnas, um das principais subsidiárias da Eletrobras. Furnas O presidente voltou a dizer que o plano do governo fez com que a Eletrobras adiantasse a adoção de medidas mais eficientes em sua operação. "Estamos tomando todas as medidas para acelerar o que já vinha sendo feito. Furnas será um case para outras empresas do grupo Eletrobras", afirmou. A empresa pegou empréstimo de R$ 1 milhão do (BID) Banco Interamericano de Desenvolvimento e para dar prosseguimento a reestruturação de sua gestão. O primeiro objetivo é reduzir em até 65% a força de trabalho até 2018 -dos atuais 6.401 para 4.174. Para cumprir a meta, empresa está dando início a um plano de demissão incentivada. "Queremos fazer desse limão uma limonada, ou uma caipirinha bem doce", afirmou.  

continua após publicidade