Economia

Materiais puxam desaceleração do INCC, segundo FGV

Da Redação ·
A desaceleração do Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), de 0,49% em agosto para 0,17% em setembro, é justificada pela redução de preços dos subgrupos Materiais, Equipamentos e Serviços e Mão de obra, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV), nesta segunda-feira. Os preços de Materiais, Equipamentos e Serviços registraram variação de 0,35% neste mês, ante 0,47% no mês passado. Já o indicador que representa o custo da mão de obra saiu da alta de 0,52% em agosto para estabilidade (0%) na leitura divulgada nesta segunda-feira, dentro do Índice Geral de Preços - 10 (IGP-10). No ano, o subgrupo Materiais, Equipamentos e Serviços acumula alta de 3,63% e, em 12 meses, avanço de 4,47%. Mão de obra, por sua vez, acumula aumentos de 8,71% em 2012 e de 10,18% em 12 meses. O INCC acumula avanço de 6,18% no ano e de 7,33% em 12 meses.
continua após publicidade