Economia

Vale retoma obras de ferrovia que liga Carajás a porto no MA

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 14 de setembro (Folhapress) - A Vale informou hoje que conseguiu derrubar a liminar que suspendeu em agosto o processo de licenciamento da expansão da Estrada de Ferro Carajás (EFC) e as atividades relacionadas às obras de duplicação da ferrovia. A mineradora informou que as obras de expansão serão retomadas imediatamente. A ferrovia conecta as minas de ferro de Carajás, no Pará, ao Terminal Portuário de Ponta da Madeira, no Estado do Maranhão. Pelos seus 892 km de extensão, são transportados principalmente minério de ferro, ferro-gusa, manganês, cobre, combustíveis e carvão. A decisão de permitir a retomada do processo foi tomada pelo presidente do Tribunal Regional Federal da 1ª Região, em Brasília, desembargador Mário César Ribeiro, revogando assim a decisão do juiz federal da 8ª Vara de São Luís (MA). O desembargador entendeu que a suspensão da expansão gera grave lesão à ordem e à economia públicas, informou a Vale. "No presente momento, o que fica evidenciado é que a paralisação das obras poderá ser potencialmente mais perniciosa ao meio ambiente e à coletividade em geral, do que o seu prosseguimento", disse em seu parecer. Segundo a Vale, o projeto de expansão da EFC prevê a geração de mais de 8.000 empregos na região e a criação de mais de 1.400 novos postos de trabalho em sua fase de operação.  

continua após publicidade