Economia

Para Tolmasquim, ações de elétricas vão se valorizar

Da Redação ·
O mercado financeiro poderá alterar a sua percepção sobre o pacote de medidas de redução da tarifa de energia assim que se informar melhor sobre as decisões do governo. A expectativa é que volte a valorizar as ações de empresas do setor elétrico, disse o presidente da Empresa de Pesquisa Energética (EPE), Maurício Tolmasquim. "Não gosto de analisar o comportamento do mercado. As reações são muito rápidas e em cima de informações parciais. Tem que dar tempo para conhecer as medidas", disse. Participante do evento Energy Summit, o diretor da Associação Nacional dos Executivos de Finanças, Administração e Contabilidade (Anefac) Andrew Frank Storfer afirmou que a retomada das ações, após forte queda no pregão da Bovespa desta quarta-feira (12), dependerá das informações que virão no decreto que irá detalhar a medida provisória publicada ontem no Diário Oficial da União. Por enquanto, prevalece a percepção de que as empresas cujas concessões foram renovadas irão perder valor, disse Storfer. "A interpretação foi de que essas empresas não poderão mais entregar os dividendos que estavam entregando", afirmou. A Eletrobras, mais afetada pelo pacote de medidas, não tende a ser tão prejudicada quanto às demais, porque o mercado já não reconhecia a empresa como sendo de grande rentabilidade, por ser utilizada para resolver problemas estruturais do setor, segundo o diretor da Anefac.
continua após publicidade