Economia

Ibram: pacote de energia beneficiará setor de bauxita

Da Redação ·
O setor de transformação da bauxita e os segmentos de cobre e níquel serão os mais beneficiados com o pacote de energia anunciado na terça-feira (11) pelo governo federal, que prevê redução na tarifa de energia elétrica. Entre os citados, o da bauxita, da cadeia do alumínio, é o mais eletrointensivo, com uma parcela significativa de seus custos sensível ao preço da energia. "A energia está em todo o processo mineral. Teremos uma redução de custos, o que aumentará a competitividade do setor", disse o diretor de assuntos ambientais do Instituto Brasileiro de Mineração (Ibram), Rinaldo Mancin. O diretor do Ibram afirmou que toda a cadeia de mineração deverá sair beneficiada com as medidas anunciadas pelo governo, mas o Instituto ainda não mensurou o tamanho do impacto econômico para o setor. "A mineração é um componente global e nossa competitividade também tem de ser global", disse o executivo. Na terça-feira (11), o governo federal anunciou uma redução média de 20,2% no custo de energia para os consumidores das distribuidoras de energia. No caso das indústrias, o corte irá variar de 19,4% a 28%, dependendo do nível de tensão em que são atendidas. Os consumidores atendidos em baixa tensão, como os residenciais, terão um corte de 16,2% na conta de luz.
continua após publicidade