Economia

Empresa chinesa pode construir fábrica na Bahia

Da Redação ·





Por Nelson Barros Neto

SALVADOR, BA, 11 de setembro (Folhapress) - Um dos braços da chinesa Foton Motor Group no Brasil, maior fabricante de veículos comerciais e pesados do mundo, vai assinar acordo com a Bahia para a construção de uma fábrica em Camaçari, na zona metropolitana de Salvador, disse o governo do Estado. A cidade já abriga uma unidade da Ford desde 2001.

O anúncio acontece pouco mais de dois meses após a JAC Motors, também da China, congelar um investimento de R$ 900 milhões para erguer uma fábrica na mesma região, em negociação firmada em outubro do ano passado, à espera de decreto do governo federal para baixar o IPI de automóveis importados.

Alheia a isso, a Foton Motors do Brasil fala em um projeto de US$ 300 milhões (R$ 605 milhões) até a sua completa conclusão, em 2016. No ano passado, a empresa falava em investimentos de US$ 500 milhões. Na ocasião, a empresa também estudava outros Estados, como Goiás e Pernambuco.

A ideia é que a produção seja iniciada no final de 2013, em uma área de 1 milhão de metros quadrados, e que sejam produzidos 30 mil veículos por ano até 2017.

Segundo o governador Jaques Wagner (PT), haverá inicialmente a montagem de microônibus e pequenos caminhões. "Esperamos que, evidentemente, depois disso ela [a fábrica] se desenvolva mais", afirmou.

Porém, o diretor executivo da Foton Motors do Brasil, Osmar Hidalgo, diz que as primeiras duas linhas de produção ainda estão sendo estudadas no mercado.

Ele estará na assinatura do protocolo de intenções com o governo baiano na sexta-feira, em Salvador, ao lado de executivos chineses.

Mas, à semelhança do caso JAC, a maior parte do capital por enquanto não será asiático, e sim nacional. Por trás, o grupo Mater Participações.

Hidalgo acrescenta que se trata do primeiro investimento industrial da Foton no país. E que o próximo passo já o começo da terraplenagem.

As partes projetam a criação de mil empregos diretos e 6.000 indiretos.

O planejamento prevê ainda a instalação de 130 pontos de vendas no país até 2017.

A divisão de caminhões da Foton, comandada pelo ex-presidente do BNDES, Luiz Carlos Mendonça de Barros, diz desconhecer formalmente o projeto, embora admita interesse em investir na Bahia.

A Foton atua em diversas áreas, de veículos de passeio à de construção civil. "Nós representamos o setor de caminhões, cuja primeira fábrica vai operar no ano que vem. Mas essa aí [de Camaçari] é de ônibus", explica Marcos Leandro, diretor comercial da Foton Aumark do Brasil.

Os governos de Goiás, Pernambuco e Ceará chegaram a manifestar interesse e iniciar tratativas para esta obra.

Após crescerem em ritmo veloz em 2011, as vendas de veículos chineses vêm caindo no país, de acordo com a Abeiva (Associação Brasileira das Empresas Importadores de Veículos Automotores), que estima a queda em 40% neste ano, em relação ao mesmo período de janeiro a junho do ano passado.
 

continua após publicidade