Economia

Região central tem a maior valorização no ano na capital

Da Redação ·





SÃO PAULO, SP, 7 de setembro (Folhapress) - A região central de São Paulo apresentou a maior valorização do ano, considerando o período que vai de janeiro a julho de 2012. O metro quadrado em unidades residenciais, que estava em R$ 4.441 no início do ano, fechou o mês de julho em R$ 5.689 -alta de 28,1%.

Segundo a metodologia do levantamento, o centro é composto pelos bairros da Sé e República.

Na pesquisa, feita pelo portal imobiliário Geoimóvel foram considerados 90 mil imóveis na cidade de São Paulo.

Na sequência, vêm dois bairros da zona sul. No Brooklin Novo, a alta atingiu 22,12%, e o valor do metro quadrado passou de R$ 5.746 para R$ 7.017.

Já no Alto da Boa Vista, que fica na região de Santo Amaro, o metro quadrado ficou 20,5% mais caro -foi de R$ 4.861 para R$ 5.859.

As maiores desvalorizações ocorreram em bairros situados em regiões nobres da cidade.

O Jardim Europa, nos Jardins (região oeste), teve a maior queda, com um recuo de 3,9%. Com isso, o metro quadrado no bairro passou a R$ 10.430. Cidade Jardim (zona oeste), cujo metro quadrado foi de R$ 6.564 para R$ 6.392, apresentou recuo de 2,62%.

O Jardim Guedala, que fica na região do Morumbi (zona sul), com recuo de 0,9%, vem na sequência.

Segundo o fundador da Agente Imóvel, o americano Johan Jonsson, a tendência que ele observa é que bairros com valor de metro quadrado mais baixo têm mais espaço para subir do que aqueles em que o metro quadrado já esteja alto. "Esse movimento ocorre não só em São Paulo, mas também no Rio de Janeiro. Por outro lado, as quedas não foram significativas."
 

continua após publicidade