Economia

BNDES espera recuperação moderada dos desembolsos

Da Redação ·
O presidente do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) disse nesta quinta-feira que a expectativa da instituição é de recuperação moderada, mas firme, dos desembolsos nos próximos meses. De acordo com ele, a variação dos desembolsos deste ano ante a do ano passado deve "zerar" ou virar positiva com o resultado de agosto. Nesta quinta-feira o banco divulgou os resultados de janeiro a julho. "Nossa expectativa é de recuperação moderada, mas firme do crescimento nesses próximos meses", declarou Coutinho, durante entrevista na sede do BNDES, no Rio. "Os indícios de retomada do crescimento (do País) estão se confirmando", disse, creditando esse movimento às medidas de estímulo implementadas pelo governo. O executivo lembrou que a economia mundial desacelerou no primeiro semestre, o que teve reflexos na economia brasileira. Segundo ele, no segundo trimestre de 2012, o Produto Interno Bruto (PIB) teve uma contribuição negativa marcante das exportações, que caíram. Coutinho disse ainda que as indicações são de que a inadimplência da pessoa física já chegou no pico, se estabilizou e que a expectativa agora é de que comece a cair. Em referência às expectativas de retomada do crescimento e à melhora de diversos indicadores do banco e da economia, ele afirmou que o País já está "saindo do fundo do poço". Coutinho afirmou ainda que a taxa de investimento - relação entre Formação Bruta de Capital Fixo (FBCF) e Produto Interno Bruto (PIB) - deve voltar a crescer nos próximos meses. "Nosso objetivo é puxar para cima a taxa de investimento", declarou Coutinho. O executivo afirmou que a taxa deve subir para algo acima de 19% ou ficar próximo a 19,5% no ano que vem e "depois se aproximar de 20%", sem dar prazo específico para que esse último porcentual seja atingido. Coutinho lembrou que o País trabalha também para ampliar sua taxa de poupança.
continua após publicidade