Economia

OGX, de Eike Batista, terá fluxo de caixa positivo só depois de 2013

Da Redação ·

RIO DE JANEIRO, RJ, 5 de setembro (Folhapress) - A OGX, petroleira do grupo EBX, do empresário Eike Batista, passará a ter fluxo de caixa positivo quando atingir uma produção de 70 mil barris diários de petróleo, disse nesta quarta-feira (5) o diretor financeiro da empresa, Roberto Monteiro. Monteiro não disse quando a marca será atingida, mas afirmou que isso ocorreria depois de 2013. A informação, dada pelo diretor financeiro a uma agência internacional de notícias, foi confirmada pela assessoria de imprensa da OGX. A produção diária da OGX foi, em média, de 7.017 barris de óleo equivalente em julho, segundo relatório divulgado ontem pela a ANP (Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis). A designação "óleo equivalente" contempla a produção de óleo e gás. Somente de óleo, a produção, foi de 6.761 barris diários. A OGX disse, por meio de sua assessoria de imprensa, que a produção média de agosto foi de 10,6 mil barris de óleo equivalente por dia, alta de 51% ante o mês anterior. Navios-plataforma Ela produz atualmente em dois poços de petróleo no Campo de Tubarão Azul, na Bacia de Campos (RJ). No momento, a empresa utiliza um navio-plataforma (FPSO) em sua produção, o OSX-1. O equipamento é fornecido pela empresa de construção naval do grupo EBX, a OSX. Para aumentar sua produção, a petroleira deve receber mais dois FPSOs (OSX-2 e OSX-3) no segundo semestre de 2013. OGX na Bovespa Apesar de a Bovespa ter subido 1,12% hoje, as ações da OGX encerraram o pregão de em queda de 0,96%, cotadas a R$ 6,17.  

continua após publicidade