Economia

Setor ainda não dá sinais nítidos de recuperação, diz entidade

Da Redação ·





Por Mariana Schreiber

BRASÍLIA, DF, 5 de setembro (Folhapress) - A indústria ainda não dá sinais nítidos de recuperação no segundo semestre, divulgou hoje a CNI (Confederação Nacional da Indústria). Os indicadores de julho vieram com sinais contraditórios, segundo a instituição.

De acordo com a pesquisa da CNI, o faturamento real do setor recuou 2,4% naquele mês ante junho, já considerando fatores sazonais. As horas trabalhadas também caíram 0,3% na mesma base de comparação. Na avaliação da confederação, esse indicador revela uma dificuldade do setor para entrar em trajetória de recuperação.

Por outro lado, o emprego industrial cresceu pelo terceiro mês seguido, avançando 0,2% em julho. A capacidade instalada em utilização pelo setor também avançou, passando de 80,7% em junho para 81,6% no mês seguinte.

Apesar do ritmo de atividade fraco da indústria, os salários pagos aos trabalhadores continuam em alta. O crescimento em julho ante junho foi de 3,4% acima da inflação. A expansão dos salários, porém, perde fôlego há três meses.
 

continua após publicidade