Economia

Preço de maioria dos grupos do IPCA subiu, segundo IBGE

Da Redação ·
Embora os aumentos em alimentação e bebidas tenham sido os principais responsáveis pela alta de 0,41% na inflação de agosto medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a alta de preços atingiu no mês a maioria dos grupos que integram o indicador, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Cinco dos nove grupos registraram taxas de variação mais elevadas na passagem de julho para agosto. O grupo artigos de residência saiu de uma deflação de 0,01% em julho para um aumento de 0,40% em agosto; vestuário acelerou de 0,04% para 0,19%; transportes saíram de -0,03% para 0,06%; saúde e cuidados pessoais passaram de 0,36% para 0,53%; e educação passou de 0,12% para 0,51%. O grupo alimentação diminuiu a alta, mas continuou em patamares elevados, saindo de 0,91% para 0,88%. Já o grupo habitação encolheu de 0,54% para 0,22%; despesas pessoais reduziu de 0,91% para 0,42%; e comunicação diminuiu de 0,15% para -0,01%.
continua após publicidade